terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Prémio Direitos Humanos 2011 para a Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade

Decorre hoje, pelo meio-dia, no Salão Nobre do Palácio de S. Bento, em cerimónia presidida pela Presidente da Assembleia da República, a atribuição do Prémio Direitos Humanos 2011 à Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS), «pela sua intervenção no apoio, defesa, congregação e representação das instituições particulares de solidariedade social em Portugal».
O Júri deste Prémio, instituído pela Assembleia da República, no âmbito da Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias é composto pelos Deputados Fernando Negrão, Guilherme Silva, Maria de Belém Roseira, Telmo Correia, António Filipe, Cecília Honório e José Luís Ferreira.
Na ocasião, será ainda atribuída a medalha de ouro comemorativa do 50.º aniversário da Declaração Universal dos Direitos do Homem à Associação de Pais e Amigos de Deficientes Profundos (APADP), «pelos 25 anos de intervenção em nome dos direitos e das necessidades das pessoas portadoras de deficiência profunda», e ao psicólogo Dr. Luís Daniel Gil Roque, «pelo sucesso do trabalho desenvolvido há 23 anos na CERCIFAF em prol da integração de pessoas com deficiência no mercado de trabalho».
O Prémio Direitos Humanos, que é atribuído desde 1999, pretende «reconhecer o alto mérito de organizações não governamentais ou do original de trabalho literário, histórico, científico, jornalístico, televisivo ou radiofónico, que contribuam para a divulgação ou o respeito dos direitos humanos» ou, ainda, para destacar iniciativas que contribuam para denunciar a violação destes direitos, «no País ou no exterior», de «autoria individual ou coletiva de cidadãos portugueses ou estrangeiros».

Sem comentários:

Enviar um comentário